Algumas Referências de Literatura Celta

História do Druidismo do Paleolítico à Idade Antiga:

– Vestígios Arqueológicos: efígies, dómens e menires escritos em alfabetos arcaicos Celtas, caso da escrita Picta (Proto-Celta) ou em Ogham, no caso das Irlandas.

Resquícios Medievais de Druidismo e sobre a História e Folclore de Povos Celtas, ou os movimentos de Ressurgir Irlandeses, ALGUNS EXEMPLOS:

– “Ulster Cycle” (Ciclo de Ulster). Século VII D.C;
– Togail Bruidne Dá Derga (The Destruction of Da Derga’s Hostel), pertence ao Ciclo de Uslter;
– Táin Bó Cúailnge (em português: O ataque ao gado de Cooley). Século VII;
– Nennius. “Historia Brittonum” ou “History of the Britons”. Datada entre os século VII e IX) e gerando literatura folclórica Druídica entre os séculos XI e XVII;
– Immram Brain (maic Febail) (The Voyage of Bran (son of Febail)), a Viagem de Bran. Século VII a VIII. Pode ter influenciado a Viagem de São Brandão, posterior;
– “Livro de Taliesin” (datado entre os século X e XIV);
– “Mabinogion” (hoje datado entre 1060 e 1200);
– Culhwch e Olwen (em galês Culhwch ac Olwen, em inglês Culhwch and Olwen. 1110. O conto está redatado em galês médio e sobrevive em duas cópias muito parecidas presentes nas duas coleções mais importantes de literatura medieval galesa, o Livro Branco de Rhydderch (c.1350) e o Livro Vermelho de Hergest (1375-1425). Apesar da data relativamente tardia destes manuscritos, análises linguísticas dos textos indicam que o conto original pode ter sido escrito por volta de 1100;
– “Leabhar Gabhála na hÉireann” (Livro das Invasões da Irlanda, recopilado por monges no Século XII);
– Acallam na Senórach (Irlandês Contemporâneo: Agallamh na Seanórach, em inglês The Colloquy of the Ancients, Tales of the Elders, etc. ), Século XII.
– Book of Leinster (Lebor Laignech). 1160;
– “Trioedd Ynys Prydein” (As Tríades Galesas”, datado do Século XIII);
– The Book of Ballymote (Irlandês: Leabhar Bhaile an Mhót), 1390 ou 1391, próximo da aldeia de Ballymote, agora em County Sligo, então na “tuath” (tribo, povoado) de Corann;
– Great Book of Lecan (Grande Livro de Lecan). Entre 1397 e 1418, Castle Forbes, Lecan (Lackan, Leckan; Irlandês: Leacan) território de Tír Fhíacrach, próximo àatual Enniscrone, County Sligo;
– Anais dos Quatro Mestres (Annala Rioghachta Éireann): Abarca o período que vai do Dilúvio – localizado no ano 2242 a.C. – até 1616 d.C. É uma recompilação de anais escritos anteriormente, com a adição de alguns textos originais, feita em 1632-1636, no mosteiro franciscano do condado de Donegal, na Irlanda. O autor principal da obra foi Mícheál Ó Cléirigh, assistido por Peregrine O’Clery, Fergus O’Mulconry e Peregrine O’Duignan, entre outros. Existem várias cópias dos manuscrito, conservadas no Trinity College, na Real Academia de Irlanda e no University College Dublin. A tradução mais conhecida para inglês foi feita pelo historiador irlandês John O’Donovan, no séc. XIX.
– Foras Feasa ar Éirinn – literally “Foundation of Knowledge on Ireland”, mais antigo livro conhecido até então sobrea História da Irlanda, narra do Século V até ao século XII. A versão de Geoffrey Keating foi completada em 1634;

Folcloristas:

  • Eochaidh Ua Floinn (936–1004) from Armagh – Poems 30, 41, 53, 65, 98, 109, 111
  • Flann Mainistrech mac Echthigrin (morreu em 1056), leitor e historiador do Monasterboice Abbey – Poems ?42, 56, 67, ?82
  • Tanaide (morte por voltade 1075) – Poems 47, 54, 86
  • Gilla Cómáin mac Gilla Samthainde (fl. 1072) – Poems 13, 96, 115

Anais Irlandeses

– Os Anais de Ulster são crónicas da história medieval da Irlanda.Século V ao XVI. Essas crónicas apresentam dados referentes ao período compreendido entre 431 e 1540. Sabe-se que as crónicas até 1489, foram compiladas já no século XV pelo amanuense Ruaidhri Ó Luinín;
Cópias manuscritas dos anais existentes incluem as seguintes:

– OUTROS ANAIS HISTÓRICOS IRLANDESES:
Anais de Boyle
Anais de Clonmacnoise
Anais de Connacht
Anais dos Quatro Mestres
Anais de Inisfallen
Anais de Loch Cé
Anais de Monte Fernandi, ou Anais de Multyfarnham
Anais de Roscrea
Chronicon Scotorum
Anais de Tigernach
Os Anais da Irlanda pelo frei John Clyn
Anais de Dudley Loftus
Os Breve Anais de Donegal
Leabhar Oiris
Anais de Nenagh
Livro de Mac Carthaigh
Cogad Gáedel re Gallaib (grande parte)
Anais Fragmentários da Irlanda (partes)
Anais de Dublin de Inisfallen
Os Anais da Irlanda por Thady Dowling
Breve Anais de Tirconaill
Breve Anais de Leinster
Annales Hibernie ab anno Christi 1162 usque ad annum 1370, ou Anais de Pembridge
Annales Hiberniae, ou Anais de Grace
Memoranda Gadelica
Annla Gearra as Proibhinse Ard Macha
Um Fragmento dos Anais irlandeses

Outros que contêm material analístico são:

Leabhar Bhaile an Mhóta
Lebor Glinne Dá Loch
Lebor Leacáin
Leabhar Uí Dhubhagáin
Caithréim Chellacháin Chaisil
Leabhar na nGenealach

Entre os anais que existiram mais foram perdidos estão:

Anais da Ilha dos Santos
Anais de Maolconary
Livro de Cuanu
Livro de Dub-da-leithe
Livro dos Monges
Leabhar Airis Cloinne Fir Bhisigh
Leabhar Airisen
Leabhar Airisen Ghiolla Iosa Mhec Fhirbhisigh
Sincronismos de Flann Mainstreach
Crônica da Irlanda

Século XIX em diante:

– CRANE, T. F. ANCIENT CUKES, CHAKMS, AND USAGES OF IEELAND. 1890.
– HULL, Eleanor. Pagar Ireland. 1908.
– SQUIRE, Charles. CELTIC MYTH AND LEGEND (Mitos e lendas Celtas). 1910. (recomenda-se a edição prefaciada pela especialista Sirona Knight).
– TREGARTHEN, Enys. North Cornwall Fairies and Legends. 1906.

Entre muitos outros estudos e livros redescobertos.

 

 

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: